CORTES DE GASTOS

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

CORTES DE GASTOS

Mensagem por Roberto 454 em Qui Mar 03, 2016 10:01 am

Ontem,  na assembléia, discutiu-se os assuntos da pauta:
- Eleição dos conselheiros fiscais
Foram eleitos:
- Marília Gracioli
- Fernando Donalonso


Como houve um empate na decisão do segundo membro, eu declinei do convite e agradeço aos votos que me foram confiados.

- Assuntos diversos

- Corte de gastos:

Determinou-se a interdição das piscinas, devidos aos reparos necessários (que não devem ser paliativos), para evitar as despesas de manutenção, consumo de água e energia elétrica (bomba do filtro e iluminação).
Outras alternativas que merecem maior discussão foram prometidas para uma assembleia específica para isso após a Assembléia Ordinária de prestação de contas deste mês.

1 - Foi sugerido também um maior controle das luminárias das áreas comuns que muitas vezes ficam ligadas desnecessariamente. A meu ver, bastariam , como era antes, uma luminária acima da porta do escritório da síndica, uma acima da porta da casa de bombas (ambas com sensor de presença) e agora mais uma para o lugar onde ficam as correspondências e encomendas registradas. As despesas com a energia elétrica desse local seriam reduzidas  em 60%  caso ficassem constantemente acessas, mas com o sensor de presença a economia seria ainda maior pois só ficariam acessas o tempo de permanência de quem se servir do lugar.
|
2 – Aventou-se a possibilidade de rescindir o contrato com a empresa de portaria e transformar os funcionários em funcionários do condomínio, mas o aumento do piso salarial mais outras despesas necessárias acabariam por igualar as despesas. Existem prós e contras que poderiam ser discutidos mas também seria necessário colocar “na ponta do lápis” para uma maior precisão.

3 – Já que há o projeto para o condomínio, da perfuração de um outro poço e uma outorga para isso, foi sugerido a perfuração desse poço e o conseqüentemente   cancelamento da taxa mínima que pagamos ao DAEM. Essa perfuração provavelmente exigiria uma sobretaxa condominial que poderia ser atenuada com o cancelamento do contrato com a Smartech que controla a manutenção do sistema de portaria e interfones. Isso acarretaria, salvo engano (não estávamos com o contrato em mãos para verificar) , numa multa mensal no valor de 20%  do que se paga mensalmente. Dos R$ 8.000,00 que pagamos a essa empresa, descontada a multa rescisória,    nos sobrariam R$ 4.800,00 (valores aproximados, necessita verificação) para ajudar no pagamento desse poço. Porém, cancelando a taxa mínima que pagamos ao DAEM, já teríamos uma economia significativa pois nossa conta de água e esgoto beira aproximadamente R$ 30.000,00.
Não economizaríamos tudo isso, mas o que talvez poucos saibam é que  essa taxa mínima corresponde ao compromisso do DAEM em nos fornecer 2.500 m³ de água. Porém, além dele nunca ter fornecido isso, quanto menos consumirmos dessa taxa mínima, mais pagamos de água e esgoto. Por isso que a vigia de quando o DAEM fornece água é importante, pois chegando a água do DAEM é necessário fechar a água do poço e assim recebermos a maior quantidade possível dessa água. Aqui devemos agradecer ao Michel que teve a feliz idéia de retirar a bóia da tubulação de água do DAEM. Dessa forma a vazão aumenta consideravelmente, fazendo entrar uma maior quantidade de água em muito menos tempo, pois a bóia reduz a vazão.
Dessa forma pagaríamos ao DAEM somente pelo esgoto dessa água consumida.
Foi observado que esses dois poços não poderiam trabalhar  juntos, somente  em revezamento, mas isso soluciona-se facilmente por um  quadro de comando elétrico.
O excedente dessa água nós poderíamos vender uma  cota mínima , que não interferisse no trabalho contínuo dos dois poços,  ao nosso vizinho Moradas, mas seria necessário verificar a legalidade disso.
Porém eles devem estar como o mesmo problema de abastecimento de água. Dessa forma, nós poderíamos ajudá-los na necessidade deles e recebermos por isso.
|
4 – Uma sugestão que poderia ser discutida, seria o aluguel do salão de festas para particulares. Os alugueis desse tipo de salão variam média de R$ 380,00 a  R$ 600,00 (preços de S.Paulo) . Quanto a isso, esse artigo ajuda a esclarecer  a possibilidade ou não  http://condominiodofuturo.com/2012/01/12/condominio-residencial-locacao-para-temporada-pode-ou-nao-pode/ .
Seria necessário verificar com o Jurídico essa possibilidade ou não. Desse ponto de vista, os quiosques também poderiam ser alugados.
Dessa forma, se for permitido, o salão poderia ser locado também para reuniões de empresas, agremiações, palestras e já conta com disponibilidade de internet.
|
5 – Há muito tempo já foi sugerida a locação de pontos de lixeira com publicidade de empresas. Nós já temos os postes fincados, so restaria a troca das lixeiras.
|
6 –Poderíamos alugar espaço para publicidade (supermercado) na nossa caixa d’água.
|
7 – É tentador, mas alugar o topo da caixa d’água para a instalação de uma antena de celular é desaconselhável, principalmente para quem tem marca-passos (sejam do condomínio ou de visitantes) e dentro da distância mínima de residências, que podem variar  em função de freqüência e de legislação municipal ou estadual, muitas casas poderiam ficar dentro dessa área.

O parecer da ANATEL (já é antigo) está aqui:
http://www.anatel.gov.br/Portal/exibirPortalNivelDois.do?codItemCanal=1030

E  a constatação de que seja prejudicial está aqui:
[url=http://cofemac.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=16516&Itemid=9999 |]http://cofemac.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=16516&Itemid=9999  |[/url]


Roberto 454
Admin

Mensagens : 166
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 58
Localização : Marília - SP

Ver perfil do usuário http://condominoterranova.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CORTES DE GASTOS

Mensagem por Roberto 454 em Qui Mar 03, 2016 7:25 pm

Na minha adminstração eu combinei com a advogada da época,  a Dra. Carla, que na negociação com os inadimplentes com dívida alta, as parcelas dos acordos fossem em número que as tornassem próximas do valor da taxa condominial, pois avaliei que muitos que fizeram acordos anteriores, deixaram de pagar novamente já na segunda, terceira ou quarta parcela voltando a inadimplência novamente.
Dessa  forma era vantagem para todos:  o condômino voltava a adimplência com mais folga para pagar, o condomínio voltava a receber dentro do mês, praticamente dobrado.  e ela, apesar das parcelas serem menores, ganhava em volume de negociação.



Roberto 454
Admin

Mensagens : 166
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 58
Localização : Marília - SP

Ver perfil do usuário http://condominoterranova.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CORTES DE GASTOS

Mensagem por Roberto 454 em Qui Mar 03, 2016 7:29 pm

Uma forma de aumentarmos a receita é reduzindo a inadimplência através de acordos como exposto na resposta acima. Aqui nesse vídeo, mostra-se os aconselhamentos para esse tipo de cobrança. É importante observar nesses depoimentos que as taxas condominiais que eles tratam aqui são bem maiores que a que nós pagamos, então esse tipo de inadimplente tem dívida considerável em poucos (ou muitos meses), ou seja, um atraso desses de três meses, pode ter um valor de um ano do nosso.


Roberto 454
Admin

Mensagens : 166
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 58
Localização : Marília - SP

Ver perfil do usuário http://condominoterranova.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Auditoria - Prestação de contas

Mensagem por Roberto 454 em Qui Mar 03, 2016 8:55 pm

Um dos assuntos que me esqueci de citar, foi a possibilidade de uma auditoria já decidida em assembléia e registrada em ata. Essa ata, salvo engano, era de 2011.

Eu já havia pesquisado, em 2014, e mencionei que uma auditoria custava naquela época (pela pesquisa que fiz)  que ficaria entre R$ 10.000,00 a R$ 15.000,00 por ano auditado conforme a empresa. Como não encontrei empresas de auditoria em Marília, tive que pesquisar em S.Paulo.



Segundo o vídeo acima é possível fazer essa auditoria com um contador. e se feita mensalmente não passa de R$ 500,00. Se aprovaram em assembleia o pagamento de um arquiteto a R$ 700,00 por mês, seria muito mais útil pagar um auditor pois esse sempre terá serviço, enquanto que o arquiteto não teve tanto serviço assim.

Se esse é preço  cobrado por mês, um ano pagaríamos R$ 6.000,00 mas teríamos que confirmar. Alguém poderia indicar um contador auditor?

Roberto 454
Admin

Mensagens : 166
Data de inscrição : 06/05/2013
Idade : 58
Localização : Marília - SP

Ver perfil do usuário http://condominoterranova.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CORTES DE GASTOS

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:57 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum